Núcleo de Apoio à Pesquisa – MUDANÇAS CLIMÁTICAS

Português Inglês Espanhol

Ciclos biogeoquímicos e recursos hídricos

As metas de pesquisa são quantificar as consequências das mudanças climáticas globais e mudanças de uso da terra no funcionamento dos ecossistemas, com ênfase nos ciclos do carbono e da água à superfície, especialmente visando os serviços ambientais de produção de água, regulação de enchentes, controle de qualidade da água, e produtividade do ecossistema. Vários ecossistemas serão estudados, principalmente os localizados nos biomas da Amazônia, Cerrado e Floresta Atlântica, e em agroecossistemas como cana-de-açucar, eucalipto e pastagens. Para tal, serão utilizadas observações em torres de fluxo e redes automáticas de geosensores wifi. Utilizaremos técnicas de modelagem numérica dos ecossistemas terrestres envolvendo o balanço de radiação, carbono, água e energia à superfície, Modelagem hidrológica chuva-vazão, e modelagem de valoração dos serviços ambientais. Em grande escala pretende-se estimar os fluxos e a concentração dos gases de efeito estufa (GEE) nas escalas continental e regional no Brasil, por meio de medidas de campo consistentes com o modelamento do sistema biosfera-atmosfera. Por meio de um consórcio de instituições (USP, Embrapa, IPEN, INPE, DAEE, IBt) (Universidade de Leeds e NOAA), pretendemos desenvolver a distribuição espaço-temporal dos fluxos de carbono na Amazonia, estimando o fluxo de carbono líquido médio para a Bacia usando um sistema de assimilação de dados computacional e de campo – o Carbon Tracker.